18 de Janeiro de 2013

Ibovespa sobe puxado por China

O principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, opera com avanços diante de dados positivos divulgados na China. Há pouco, o índice, valorizava 0,04%, aos 62.221 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 1.483 bilhão.

O principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, opera com avanços diante de dados positivos divulgados na China. Há pouco, o índice, valorizava 0,04%, aos 62.221 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 1.483 bilhão.

De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, o Ibovespa conseguiu mais um respiro ontem, com os ótimos resultados imobiliários e de emprego nos Estados Unidos. Por lá,o SP fechou na máxima desde dez 2007 (5 anos ) o que contribuiu para a maior pontuação do Ibovespa em duas semanas. Nosso desempenho não foi melhor em função do cenário interno ainda preocupante e de certa foram, desanimador, com inflação elevada e recuperação da atividade economia pífia. O resultado da economia chinesa não alimenta esperança para novas rodadas de muito otimismo. Até certa forma a china tem contribuído de maneira positiva para os mercados há um certo tempo e um resultado negativo por lá teria efeito mais devastador do que o resultado positivo tem no otimismo. Alguma realização é possível no mercado americana após semana tão positiva. O indicador de confiança do consumidor norte-americano será determinante para o movimento do dia.

Contribuindo para o otimismo dos investidores, o PIB da China cresceu 7,9% no quarto trimestre de 2012, na comparação com o mesmo período de 2011, anunciou nesta sexta-feira (18) o Escritório Nacional de Estatísticas, impulsionado pelas medidas de estímulo do Governo, o que pôs fim à tendência de declive dos sete trimestres anteriores.? ? ? ??No mesmo sentido, as vendas no varejo da China registraram alta de 15,2% em dezembro de 2012, em contraste com os 14,9% verificados em novembro, o que levou a um avanço de 14,3% em 2012, 2,8 pontos percentuais (p.p) abaixo de 2011.? ? ? ??Na Europa, foi divulgado que as vendas no varejo britânico recuam 0,1% em dezembro se comparadas ao resultado imediatamente anterior, segundo informações divulgadas pelo ONS, o Escritório de Estatísticas Nacional. O resultado veio acima do esperado por analistas que era uma queda de 0,2%.? ? ? ??Em Wall Street, investidores aguardam a divulgação do índice de confiança da U. de Michigan de janeiro.

No front corporativo foi divulgado que a Intel Corporation teve receita anual de US$ 53,3 bilhões, lucro operacional de US$ 14,6 bilhões, lucro líquido de US$ 11,0 bilhões e EPS de US$ 2,13. Além disso, gerou aproximadamente US$ 18,9 bilhões em dinheiro com suas operações, pagou dividendos de US$ 4,4 bilhões e usou US$ 4,8 bilhões para recomprar 191 milhões de ações ao portador.? ? ? ??Por aqui, o Ibovespa, sobe assimilando os dados chineses. Há pouco, a bolsa brasileira, subia 0,04%.

Em um dia sem agenda econômica, as informações corporativas deverão ganhar destaque.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da V-Agro (ON) que avançavam 7,32% e a Eletrobras (ON) que apresentavam alta de 2,58%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis das MRV (ON), que recuavam 2,43% e a B2W (PN) que apresentavam revés de 2,43%.

(Michele Rios ??? Agência IN) ?

Fonte: http://www.investimentosenoticias.com.br

Mais Notícias