20 de Fevereiro de 2013

Demanda das empresas por crédito abre o ano com alta de 19,3%

A quantidade de empresas que procurou crédito cresceu 19,3% no primeiro mês de 2013 na comparação com dezembro/12, conforme apurou o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Foi a segunda maior alta para um mês de janeiro desde o início da medição (ano de 2006), perdendo apenas para o crescimento de 28,4% verificado em janeiro de 2007.

A quantidade de empresas que procurou crédito cresceu 19,3% no primeiro mês de 2013 na comparação com dezembro/12, conforme apurou o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Foi a segunda maior alta para um mês de janeiro desde o início da medição (ano de 2006), perdendo apenas para o crescimento de 28,4% verificado em janeiro de 2007.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o crescimento significativo da demanda das empresas por crédito neste início de ano é sinal de que a atividade econômica está em processo de recuperação de dinamismo. Melhora gradativa dos níveis de confiança dos empresários, juros médios mais baixos que os do início do ano passado e movimento de reposição de estoques contribuíram para avanço da demanda por crédito por parte das empresas.

Diante deste cenário, todos os portes empresariais apresentaram crescimentos em suas demandas por crédito em janeiro/13. O destaque ficou com a alta de 20,4% verificado pelas micro e pequenas empresas. Já nas médias empresas, o crescimento da procura por crédito no primeiro mês do ano foi de 8,0% ao passo que as grandes empresas expandiram a sua busca por crédito em 5,3%.

Com isso, o maior crescimento de procura empresarial por crédito em janeiro/13 foi observado no setor industrial, com alta de 21,4% frente ao último mês de 2012. Contudo os demais segmentos também registraram crescimentos significativos em suas demandas por crédito: expansões de 19,3% nas empresas comerciais e de 19,0% nas empresas de serviços.

O fato de o varejo não ter virado o ano com acúmulo de estoques indesejados pode ter acelerado o processo de reposição junto à indústria, intensificando a busca por capital de giro neste segmento.Por outro lado, o maior crescimento da procura por crédito em janeiro/13 ocorreu na região Sudeste, com alta de 20,4% frente ao mês de dezembro/12, seguida de perto pelo crescimento de 19,2% observado na região Centro-Oeste.

As regiões Norte e Sul apresentaram crescimentos bem próximos em termos da demanda das suas empresas por crédito neste primeiro mês de 2013: altas de 18,7% e de 18,3%, respectivamente. A menor expansão ficou por conta das empresas da região Nordeste, com alta de 17,5% em janeiro/13 frente a dezembro/12.

(Redação ??? Agência IN)

Fonte: http://www.investimentosenoticias.com.br

Mais Notícias