26 de Junho de 2014

Estagnação da atividade econômica afeta finanças das micro e pequenas empresas, revela Serasa Experian

A pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas recuou para 95,1% em maio/14. Isto significa que, durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados,

A pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas recuou para 95,1% em maio/14. Isto significa que, durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados, 951 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias. Este resultado representou o menor nível de pontualidade do ano até agora e foi também mais baixo que a pontualidade de 95,8% verificada em maio do ano passado.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a estagnação da atividade econômica e a elevação do custo financeiro para as empresas, tendo em vista as sucessivas elevações das taxas de juros para combate à alta da inflação, têm afetado negativamente as finanças das micro e pequenas empresas. Isto acaba impondo maiores dificuldades à realização dos seus pagamentos em dia, diminuindo seus níveis de pontualidade.

As micro e pequenas de serviços apresentaram o menor nível de pontualidade de pagamentos em maio/14: 93,9%. Nas empresas industriais a pontualidade em maio/14 foi de 94,3% ao passo que nas empresas comerciais, o nível de pontualidade atingiu 95,9%.

Em maio de 2014, o valor médio dos pagamentos pontuais cresceu 17,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior (R$ 2.023 contra R$ 1.717). O maior valor médio foi registrado pelos pagamentos pontuais das empresas de serviços (R$ 2.333), seguido pelo das empresas comerciais (R$ 2.017) e, por fim, pelas micro e pequenas empresas do segmento industrial (R$ 1.844).

(Redação – Agência IN)

Fonte: http://www.investimentosenoticias.com.br/

Mais Notícias