30 de Junho de 2014

Emprego na construção brasileira apresenta estabilidade em maio

Com a abertura de apenas 1,8 mil vagas, o nível de emprego na construção civil brasileira registrou leve avanço de 0,05% no mês de maio em relação abril, segundo pesquisa elaborada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil

Com a abertura de apenas 1,8 mil vagas, o nível de emprego na construção civil brasileira registrou leve avanço de 0,05% no mês de maio em relação abril, segundo pesquisa elaborada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FGV (Fundação Getulio Vargas). Com o resultado, ao final de abril o número de trabalhadores do setor somava 3,525 milhões.

Nos primeiros cinco meses do ano, o indicador apresenta alta de 1,13%, com o saldo entre demissões e contratações ficando positivo em 39,4 mil. No entanto, na comparação com maio de 2013, quando o setor empregava 3,510 milhões, o levantamento indica alta de apenas 0,42%.  

Segundo Sergio Watanabe, presidente do SindusCon-SP, “a estabilização do nível de emprego na construção reflete a retração no crescimento dos investimentos. No caso da cidade de São Paulo, onde o nível de emprego na construção voltou ao patamar de um ano atrás, as incertezas com relação ao Plano Diretor também pesaram”.

Para finalizar, entre as cinco regiões do país, Nordeste e Sudeste foram as que perderam vagas no período.

(Redação – Agência IN)

Fonte: http://www.investimentosenoticias.com.br/

Mais Notícias