3 de Junho de 2015

Desocupação vai a 8,0% no trimestre encerrado em abril

A taxa de desocupação no trimestre móvel encerrado em abril de 2015 foi estimada em 8,0% para o Brasil, ficando acima da taxa do mesmo trimestre do ano anterior (7,1%) e superando, também, a do trimestre encerrado em janeiro de 2015 (6,8%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

taxa de desocupação no trimestre móvel encerrado em abril de 2015 foi estimada em 8,0% para o Brasil, ficando acima da taxa do mesmo trimestre do ano anterior (7,1%) e superando, também, a do trimestre encerrado em janeiro de 2015 (6,8%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já o rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos (R$ 1.855) ficou estável frente ao trimestre de novembro a janeiro de 2015 (R$ 1.864) e em relação ao mesmo trimestre do ano passado (R$ 1.862). A massa de rendimento real habitualmente recebida em todos os trabalhos para o trimestre encerrado em abril (R$ 165,5 bilhões) também não apresentou variação estatisticamente significativa em ambos os períodos de comparação. 

De acordo com dados da PNAD Contínua, no trimestre encerrado em abril havia 8,0 milhões de pessoas desocupadas. Esta estimativa era 6,8 milhões no trimestre de novembro a janeiro de 2015, apontando alta de 18,7% (1,3 milhão de pessoas a mais). No confronto com igual trimestre do ano passado, esta estimativa subiu 14,0% (985 mil pessoas a mais).

Por fim, o número de pessoas ocupadas foi estimado em 92,2 milhões. No confronto com o trimestre de novembro a janeiro de 2015 houve redução de 511 mil pessoas (-0,6%) neste contingente. Em relação ao mesmo trimestre do ano passado, esta estimativa subiu 0,7%, (629 mil pessoas a mais).

(Redação – Agência IN)

Fonte: http://www.investimentosenoticias.com.br/

Mais Notícias